Senai inaugura Escola da Construção Civil em Criciúma

O Senai/SC inaugura nesta quinta-feira, 30, em Criciúma, a Escola da Construção Civil. O espaço vai ocupar uma área de 220 metros quadrados, readequada, e atenderá em torno de 300 a 400 alunos por ano, em cursos de qualificação de 160 a 300 horas-aula.

Os programas atenderão as áreas de eletricidade, hidráulica, gestão (mestre de obras), alvenaria (pedreiro e servente), assentamento cerâmico, carpintaria e pintura.

Esta é a quarta escola fixa da construção civil do Senai/SC – as demais são em Balneário Camboriú, Blumenau e Joinville. Outras três (em Chapecó, Itajaí e Palhoça) estão projetadas, além de quatro unidades móveis que estão operando desde o início de 2013.
O diretor do Senai em Criciúma, Sílvio Bittencourt da Silva, salienta a importância do setor na região, lembrando que diversas construtoras de Criciúma estão realizando obras em outras cidades e regiões, incluindo a Grande Florianópolis.
O presidente do Sindicato da Indústria da Construção (Sinduscon) de Criciúma e região, Jair Paulo Savi, destaca que a entidade apoiará com a identificação e indicação de alunos para a escola, que, segundo ele, beneficiará as empresas e os trabalhadores.
“Com funcionários mais especializados, teremos um aumento da produtividade e redução dos desperdícios. As empresas só têm a ganhar e os funcionários também”, afirma.[8]
Savi salienta que, na região de abrangência do sindicato que preside (de Lauro Müller a Passo de Torres), existem mais de 300 empresas formalizadas, que geram cinco mil empregos. Mas ele estima que outras cinco mil pessoas atuam informalmente no setor.
Fonte: segs.com.br