Governo de São Paulo anuncia construção da Linha 6 do Metrô

Edital da concorrência internacional será divulgado nos próximos dias. Contratação inclui obras de implantação, operação e manutenção do trecho Vila Brasilândia-São Joaquim

O governador Geraldo Alckmin anunciou, na última quarta-feira (30), o lançamento do edital da concorrência internacional para a licitação das obras de implantação, operação e manutenção da Linha 6 do Metrô de São Paulo. Vencerá a empresa ou consórcio que apresentar a proposta mais vantajosa para a concessão do projeto que será realizado por meio de parceria público-privada (PPP).

Com 15,9 km em linhas de metrô e 15 estações, a Linha 6 será compreendida entre as estações Vila Brasilândia, na zona Norte da capital, e São Joaquim, na Linha 1-Azul. A linha vai se integrar, ainda, com as linhas 7 e 8 da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), na futura estação Água Branca, e na Linha 4, na futura estação Higienópolis-Mackenzie. O trecho vai atender aos bairros de Brasilândia, Freguesia do Ó, Pompéia, Perdizes, Sumaré e Boa Vista.

Por beneficiar grandes centros educacionais, a linha que passa pela Universidade Paulista (Unip), Universidade Nove de Julho (Uninove), Pontifícia Universidade Católica (PUC), Fundação Armando Álvares Penteado (Faap), Mackenzie e Faculdade Metropolitanas Unidas (FMU), já é conhecida como “a linha das universidades”. A previsão é que o trecho atenda uma demanda de 633,6 mil passageiros diariamente.

De acordo com o metrô, o edital prevê a eventual expansão da linha entre Vila Brasilândia e Bandeirantes, com outras cinco estações: Morro Grande, Velha Campinas, Centro de Convenções Pirituba, Vila Clarice e Bandeirantes.

Estimado em R$ 7,8 bilhões, sendo 50% possivelmente desembolsado pelo Tesouro do Estado na fase de implantação, o orçamento inclui também o pátio de manobra e a aquisição de sistemas operacionais e frota de trens. As obras devem ser iniciadas em 2014 e totalmente concluídas em 2020.

O edital será publicado no Diário Oficial do Estado nos próximos dias e se encontrará disponível para acesso no site do Metrô.

Fonte: piniweb.com.br