Gensler apresenta ideia de novo aeroporto flutuante para a cidade de Londres

Proposta no rio Tâmisa diminuiria a incidência de barulho para as comunidades vizinhas e evitaria a demolição de edifícios, de acordo com os arquitetos

A empresa de arquitetura Gensler apresentou uma proposta de um novo aeroporto para a cidade de Londres. O London Britannia Airport (LBA) seria construído no rio Tâmisa e se tornaria o maior aeroporto flutuante do mundo.

De acordo com os arquitetos, instalar o empreendimento no rio diminuiria a incidência de barulho para as comunidades vizinhas e evitaria a demolição de edifícios. O projeto prevê quatro pistas de cinco quilômetros que seriam presas ao leito do mar e ao saguão de desembarque, conectado diretamente às redes ferroviárias de alta velocidade da Europa.

Também seria construída uma plataforma na qual as pistas poderiam ser acopladas e retiradas para manutenção posteriormente. O aeroporto também poderia ser expandido de acordo com a demanda, acomodando seis pistas.

Os veículos automotivos dos passageiros que pretendem acessar o aeroporto seriam redirecionados para três terminais de embarque e desembarque construídos em terra. O aeroporto ainda seria capaz de gerar grande parte de sua energia por meio de turbinas marítimas acopladas às pistas.

Os arquitetos da Gensler também propõem um novo futuro para o atual aeroporto de Londres, Heathrow. O espaço seria transformado em uma cidade planejada chamada Heathrow Gardens, com casas para 300 mil pessoas.

Fonte: piniweb.com.br