Emprego na construção civil avança no 1º semestre

Em junho, foram contratados 6.511 trabalhadores, leve alta de 0,19% em maio.

A construção civil brasileira gerou mais 193.432 novos empregos com carteira assinada de janeiro a junho deste ano, apontou pesquisa elaborada pelo SindusCon-SP em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), alta de 6,09% em relação ao primeiro semestre.

Em junho, foram contratados 6.511 trabalhadores, leve alta de 0,19% em maio. Contudo, em 12 meses o número de contratações recuou em 6,58%, totalizando 207.976 no ano.

Brasil

Até o final de junho, o setor empregava 3,367 milhões de trabalhadores com carteira assinada. Destes, cerca de 1,697 milhão estavam no Sudeste, 715 mil no Nordeste; 474 mil no Sul; 273 mil no Centro-Oeste e 206 mil no Norte.

Em junho, houve crescimento no nível de emprego nas regiões Norte (2,73%) e Sudeste (0,13%). Por outro lado, houve recuo nas regiões Sul (-0,12%) e Nordeste (-0,08%), permanecendo estável no Centro-Oeste (-0,01%).

Estado de São Paulo

Em junho, o número de contratações na construção caiu 0,12%, com o corte de 1.055 vagas. No acumulado do ano, contudo, foram contratados 40.369 trabalhadores, alta de 4,95%. O desempenho positivo foi constatado também em 12 meses, quando foram contratados mais 37.925 trabalhadores no Estado (4,63%).

Ao final do primeiro semestre, as empresas da construção do Estado de São Paulo somavam  856 mil empregados com carteira assinada. Entretanto, das 10 regiões pesquisadas, sete apresentaram queda no nível de emprego.

Fonte: ultimoinstante.com.br