Construção civil registra este ano 800 acidentes de trabalho em MS

Dados são do Ministério do Trabalho, e números podem superar os de 2011.
Setor tem grau de risco 4, o mais alto na classificação do INSS.

O crescimento da construção civil em Mato Grosso do Sul e o aumento na demanda da mão de obra do setor têm aumentado também a preocupação com os acidentes de trabalho, como mostrou reportagem do Bom Dia MS desta segunda-feira (5). De janeiro a setembro deste ano, já foram registrados 800 casos no estado, segundo o Ministério do Trabalho. No ano passado, foram 850 trabalhadores acidentados.

Segundo o Ministério do Trabalho, muitos dos acidentes desses acidentes poderiam ser evitados se os patrões e empregados cumprissem as normas de segurança. O presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil em Mato Grosso do Sul (Sinduscon), Amarildo Miranda Melo admite que é difícil controlar a ação de cada trabalhador. “A dificuldade é que em obra grande você tem um grande número de funcionários, mas a gente tá cada vez mais insistindo e exigindo”, afirmou Melo.

José Abelha, presidente do sindicato que representa os trabalhadores, lembra que o setor tem grau de risco 4, o mais alto na classificação do INSS. Ele denuncia ainda que muito deixam de usar os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) por falta de orientação.

“Tem que fornecer o equipamento gratuito para o funcionário e treiná-lo para usar. E também o funcionário tem que receber esse equipamento e fazer uso adequado dele”, lembrou. No ano passado foram quase 60 mil acidentes em todo o país.

Fonte: globo.com