Atividade na indústria da construção caiu

Dados mostram desempenho abaixo da média pelo oitavo mês consecutivo, mas empresários seguem otimistas

A atividade da indústria da construção registrou fraco desempenho em dezembro, fechando o ano de 2012 com 45,8 pontos. Os dados são da Sondagem da Indústria da Construção, divulgada na última terça-feira (29), pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

 

O índice se manteve novamente abaixo da linha divisória dos 50 pontos, indicando atividade desaquecida. Após a aparente interrupção do movimento de queda da atividade do setor com o resultado de outubro (50,1), o dado voltou a recuar em novembro, quando marcou 46,3 pontos, apresentando queda ainda maior no último mês.

Os três setores da indústria da construção apresentaram redução nas atividades no período, sendo o de serviços especializados o que apresentou a maior queda, passando de 48,5 no mês anterior para 42,9 em dezembro. O setor construção de edifícios foi de 47,1 para 45,7 e o de obras de infraestrutura, de 52,5 para 46,7.

O indicador de atividade em relação ao usual continua abaixo do esperado para o período, registrando queda pelo oitavo mês consecutivo, com 46,5.

Mesmo com cenário atual ruim, os empresários seguem otimistas para o próximo semestre. O indicador de expectativa em relação ao nível de atividade cresceu pelo segundo mês consecutivo, passando de 56,3 pontos em dezembro para 59,3 pontos em janeiro deste ano.

E o cenário otimista se repetiu nos resultados da expectativa em relação aos novos empreendimentos e serviços (60,1), previsões de compra de insumos e matérias-primas (58,5) e de indicador de expectativa de evolução do número de empregados (57,7).

Fonte: piniweb.com.br